Felicidade no ambiente profissional

Para muitas pessoas, domingo a noite é considerado um momento triste, nostálgico,
levemente depressivo. O motivo: segunda-feira se aproxima, rotina batendo na porta,
voltar para a mesa no escritório. Porém, quem disse que todo esse sofrimento é necessário?

Nem todo dia é de Sol, mas podemos fazer o nosso próprio Sol, certo?
Além de tudo ele não vai aparecer se ficarmos parados esperando.
Precisamos tomar algumas atitudes para que ele surja.

shutterstock_72908485_low_nwm

Segundo Srikumar S. Rao, autor do livro Felicidade no Trabalho: Seja Resiliente,
Motivado e Bem-sucedido, não importa o que aconteça (editora Alta Books):

“Quando você para de pensar que é infeliz
porque não está ganhando dinheiro
suficiente ou porque seu trabalho não
é exatamente o que gostaria que fosse,
começa a se responsabilizar pela própria felicidade.”

Esta é a prova que a felicidade
no ambiente profissional só corresponder com as nossas próprias expectativas,
ou seja, mais uma vez, depende de nós.

Por isso, reflita um momento e procure descobrir o que realmente te incomoda
no seu local de trabalho. Pois só quando você enfrenta as causas profundas
da sua insatisfação, que você finalmente pode se dedicar a fazer mudanças
que vão melhorar seu dia a dia.

Outra coisa que pode ajudar muito é considerar seu trabalho como um aprendizado.
Você não precisa ser enlouquecidamente apaixonado pelo seu trabalho, mas com certeza
você terá oportunidades de crescimento e amadurecimento tanto
na vida profissional quanto na pessoal.

Segundo a psicóloga organizacional Joan Kingsley, autora de “A organização
livre do medo: insights vitais da neurociência para transformar a cultura do seu negócio”,
“Não há nada que você faça na vida, particularmente quando é jovem, que seja
perda de tempo. As atividades que considera chatas estão, na verdade, criando
a base de uma competência ao longo dos anos”. Também é válido destacar que
você deve procurar atividades no seu trabalho que te proporcionam prazer,
e focar-se nelas, claro que elas devem ser produtivas e trazer retorno para o âmbito profissional.

shutterstock_154519763_low_nwm

Um dos pontos mais importantes que recomendamos praticar no ambiente
profissional para contribuir com a sua felicidade é o simples ato da gratidão.
Pesquisas e estudos já afirmam que agradecer contribui para melhorar a mente
e, em alguns casos, contribui até para a saúde cardíaca das pessoas.
Simplesmente o ato de ser grato e olhar a situação de uma maneira mais
positiva fazem a diferença. Mas como já dissemos antes, a mudança tem que partir de você.

Citando mais uma vez Srikumar S. Rao: “Às vezes, um dos caminhos do universo
para sinalizar que é hora de você mudar é fazê-lo se sentir péssimo onde está”.