Empreendedor promete aumentar a produtividade das empresas com seu software

Antonio Carlos Soares, 43, tem um envolvimento com gestão há muito tempo. Começou fazendo faculdade e pós graduação de Administração de empresas, depois trabalhou com consultoria de auto gestão, foi diretor de planejamento e gestão de uma editora e terminou como sócio e SEO de uma empresa produtora de apps para celular.

Nesta empresa de aplicativos teve um cenário muito comum no empreendedorismo: clientes maiores que sua empresa. Onde diariamente mudavam projetos, prioridades e escopo o tempo todo, por possuirem um poder econômico muito grande.

“Vivi na pele uma série de desafios que deveriam ser coisas fáceis de saber, mas que, na prática, eram difíceis. Como saber no que as pessoas estavam trabalhando, quando as coisas vão ficar prontas, quanto elas custaram, quem merece mérito por aquele trabalho?”, conta Soares.

Foi então que criou o maior software de gerenciamento de equipes do Brasil, que chama de ˜Software de gestão do trabalho”, utilizado por empresas como Natura, Votorantim, Cacau Show e Unimed, o Runrun.it . Nele é possível acompanhar todo o processo:

  • Gestão de Tarefas – separado por projetos e clientes;
  • Gestão de tempo  – alocação de tempo, custos, previsibilidade de entrega;
  • Gestão de desempenho- individual e de equipes.

“Em uma equipe de 10 pessoas é possível medir tudo, mas numa equipe maior, você perde o controle e precisa de ferramentas para mensurar as coisas”, revela.

Definindo prioridades

Soares acredita que o maior benefício do software é ajudar o empreendedor a entender e trabalhar no que é prioridade para a empresa. “Acho que todo mundo já passou pela frustração de entregar um trabalho e descobrir na hora que ninguém vai fazer nada com aquilo. É muito tempo perdido”.

“Quando a pessoa trabalha no que é prioridade, é muito bom para a carreira porque causa um impacto positivo na empresa. E é essa a nossa missão: atingir a plena capacidade profissional”.

Para ajudar o empreendedor, o software apresenta o desempenho dos funcionários. Assim é possível corrigir falhas e ajudar no rendimento do funcionário.

 

“As vezes é uma questão que pode ser resolvida numa conversa com o funcionário para entender o que está acontecendo. Talvez ele precise de treinamento em alguma ferramenta que não está habituado a utilizar”, explica.

Com o sistema, o número de reuniões diminui e aumenta o tempo de produtividade da equipe. “Não é preciso fazer reuniões de acompanhamento, porque o software já deixa explícito o que está acontecendo. Todos sabem quais são as prioridades e isso economiza muito tempo”.

 

Dividindo o trabalho

Com a visão geral do trabalho, o empreendedor consegue dividir melhor as tarefas a serem executadas pelos funcionários. “Se o chefe combina que algo deve ser entregue na sexta-feira, e ele começa a passar outras tarefas, a data combinada vai ser alterada sozinha. O funcionário não precisa se estressar, porque o sistema vai avisar que não é possível”

O chefe pode acessar o sistema e ver qual funcionário tem menos tarefa e passar para esta pessoa. “Assim, ele pode cumprir o prazo e ninguém fica sobrecarregado”, diz Soares.

Tem interesse em ler mais sobre produtividade? Acesse o e-book especial que temos para você. É inteiramente grátis. Clique e baixe agora.