Crescimento profissional em tempos de crise

Atualmente devido a economia, o ambiente nas empresas brasileira não tem

sido dos melhores. Departamentos de RH realizando “ajustes de orçamento”

através de cortes, férias coletivas e layoffs. Mas como garantir seu espaço

nesse momento tão preocupante?

shutterstock_183125153_low

Muitas consultores e especialistas focam no crescimento de carreira. Como?

Investindo em novas fórmulas, mostrando seu potencial, interesse. Segundo o

professor de finanças da ESPM, Adriano Gomes, esse é o momento de

“arregaçar as mangas, propor soluções, o que deveria ser uma prática cotidiana.”

Pois é nesse momento que os chefes esperam poder repartir os problemas com 

os outros profissionais, em busca de novas opções, novos caminhos.

Outra característica necessária neste momento é saber controlar o temperamento,

evitando problemas com colegas e superiores. Como Adriano menciona: “É a tal

habilidade política, rara nas pessoas. Se não entender o momento oportuno que alia

competência e oportunidade, não consegue. Essa leitura de como se posicionar e

como ganhar confiança é uma habilidade”.

Além da crise econômica, o profissional com maior competência criativa costuma

ser mais bem valorizado. O foco não fica tanto na produtividade, e sim na

qualidade da produção.

“Aprecio a frase de John Wooden: ‘Você pode se lamentar das circunstâncias ou se

preparar para as circunstâncias. Sim, a qualificação precisa ser contínua, afinal, o

capital humano é uma grande vantagem competitiva das organizações”, afirma o

consultor Erik Penna.

shutterstock_108406256_low

É importante ressaltar que os profissionais que já vinham se qualificando antes mesmo

da crise tem mais chances de não sofrer os efeitos da crise no mercado de trabalho.

Adriano Gomes ressalta que nunca é tarde para investir em conhecimento: “o ideal é que

nesse momento, ele (o profissional) já esteja preparado e atualizado.”