Quando o CLT abre sua própria empresa pode perder o emprego?

Muitas vezes, quando uma pessoa em regime CLT abre sua própria empresa não é apenas por um sonho, mas sim, devido a situação econômica do país, pode acabar sendo também uma necessidade.

A CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), ou carteira assinada, garante ao empregado uma estabilidade financeira, garantindo seu ganho mensal. Porém, a ideia de abrir seu próprio negócio pode ter várias outras causas:

  • maior desenvolvimento profissional
  • desenvolvimento de habilidades secundárias
  • mais rentabilidade
  • flexibilidade de horários

Por lei, não existe nada que impeça o colaborador de uma empresa a ter um segundo trabalho, mas é importante respeitas algumas regras como:

  • Revisar seu contrato com a empresa para ver se não existe uma cláusula específica proibindo o trabalho fora da empresa.
  • Manter o dono da empresa informado sobre a situação do seu outro negócio. Se virou dono, sócio, qual o ramo, etc.
  • Não usar o horário específico de trabalho da empresa que é CLT para funções da outra empresa.

Vale salientar que antes de abrir seu próprio negócio, ou tomar a frente dele, o empregado precisa colocar alguns pontos importantes na balança:

  • A relação custo/benefício compensa?
  • A “dupla jornada” não trará estresse?
  • Conseguirá fazer os dois trabalhos com qualidade?
  • O novo trabalho terá impacto em seu desenvolvimento profissional?

Quero abrir meu próprio negócio, e agora?

Nós da Escrilex auxiliamos diversas pessoas nesta condição. Caso precise tirar dúvidas sobre a abertura de empresa e regras societárias, pode falar com a gente pelo telefone: (41) 3072-2600.